quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Destaques da semana - Editora Intrínseca

Olá seus lindos, tudo bem com vocês? Espero que sim!!
Hoje trago as novidades da semana da editora intrínseca. Bora conferir as novidades!!


Destaques da semanaIntrínseca
 
Conheça Tartarugas até lá embaixo, livro inédito de John Green
A obra chega às livrarias em 10 de outubro
O primeiro teaser de Cinquenta tons de liberdade
O PRIMEIRO TEASER DECINQUENTA TONS DE LIBERDADE
Filme inspirado em terceiro livro da trilogiaCinquenta tons de cinza estreia em fevereiro
Não confie em ninguém
NÃO CONFIE EM NINGUÉM
André de Leones escreve sobre Por trás de seus olhos, thriller de Sarah Pinborough com desfecho imprevisto e perturbador
Lançamentos de agosto
Como sobreviver ao amor
10 dicas de presente para o Dia dos Pais
10 dicas de presente para o Dia dos Pais
Sorteio Facebook
Sorteio instagram
Agenda Intrínseca
Agenda Intrínseca

Espero que vocês tenham gostado. Olha o John Green ressurgindo..
Beijos

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Novidades Das Editoras

Olá seus lindos, tudo bom? Espero que sim!!
Hoje trago algumas novidades de algumas editoras!! Gente, está baphonico! 
Venham conferir!!


Lançamento de O dia em que minha vida mudou por causa de um chocolate comprado nas Ilhas Maldivas 
Segunda-feira, 7 de agosto, às 18h30
Keka Reis autografa O dia em que minha vida mudou...lançamento da Editora Seguinteem São Paulo.
Local: Livraria da Vila - Rua Fradique Coutinho, 915, São Paulo
Bate-papo com Laurent Desbois
Terça-feira, 8 de agosto, às 17h30
Laurent Desboas, autor de A odisseia do cinema brasileiro, conversa sobre cinema com os leitores.
Local: Maison de France - Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 - Rio de Janeiro, RJ
Ronaldo Correia de Brito e Santiago Nazarian na Flipelô
Acontece neste semana a Festa Literária Internacional do Pelourinho, em Salvador. Confira a programação com nossos autores. 
  • Ronaldo Correia de Brito
    Quinta-feira, 10 de agosto, às 16h
    Autor de Faca e Livro dos homens, da Alfaguara, Ronaldo Correia de Brito fala sobre “Como anda a literatura brasileira contemporânea?” com Salgado Maranhão. 
  • Santiago Nazarian
    Sábado, 12 de agosto, às 18h30
    Santiago Nazarian acaba de lançar Neve negrae fala na Flipelô sobre “Literatura escuridão adentro” com Mário Rodrigues. 

Ruy Castro e Heloisa Seixas na Biblioteca Nacional
Quinta-feira, 10 de agosto, às 18h30
Ruy Castro, autor de A noite do meu bem, e Heloisa Seixas, que lançou neste ano o romance Agora e na hora, participam do Diálogos na Biblioteca Nacional.
Local: Biblioteca Nacional - Av. Rio Branco, 219 - Rio de Janeiro, RS
Lançamento de Borges babilônico
Sábado, 12 de agosto, às 10h30
Jorge Schwartz, organizador de Borges babilônico, participa de um debate no lançamento do livro com os professores Júlio Pimentel Pinto e Ana Cecilia Olmos.
Local: Biblioteca Mário de Andrade - Rua da Consolação, 94 - São Paulo, SP

Programação sujeita a alterações.
Consulte o calendário atualizado Blog da Companhia
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Eu quero muito esse novo livro da Julia Quinn, como faz? Meu lado fã quer esse livro para ontem aqui na minha coleção.
E vocês, gostaram das novidades?

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Resenha: Corações Feridos

Olá seus lindos, como vocês estão? Espero que bem!
Hoje trago uma resenha conjunta com uma amiga da faculdade. Vamos esclarecer aqui que ela é minha veterana de curso, então ela sabe o que está fazendo. É a Thawana do blog Tribo Letras. Entrem gente, o blog é baphonico. Então hoje resolvemos trazer a resenha de um livro que ambas gostamos e ao mesmo tempo temos sentimos muito conflitantes. Vamos lá.

Thawana irá escrever com a cor azul.
Ana irá escrever com a cor verde.

Nome: Corações Feridos (Black Heart Blue)
Autor: Louisa Reid
Número de páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Classificação:

Sinopse: Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade? (skoob).

Resenha

As gêmeas Hephzibah e Rebecca não poderiam ser mais diferentes. Enquanto Hephzi é a filha querida, a mais bela e comportada aos olhos dos pais, Reb é portadora da Síndrome de Treacher Collins. Sua síndrome é vista como uma maldição dos céus, é a filha preterida e sempre é repreendida por seus atos.

Nós já começamos a história sabendo que as duas apesar de serem gêmeas, há uma diferença entre elas. No começo achei que essa diferença tivesse sido causada por um fato fora da genética, mas logo percebemos que a Reb tem a Síndrome de Treacher Collins, e isso querendo ou não, faz com que todos evitem ela. MAS já vamos deixar claro aqui, que as meninas não tinha aulas na escola, elas estudaram em casa, com a Mãe. Então ninguém estava acostumado com o rosto da Reb, então quando Hephzi consegue convencer os Pais as deixam ir para o ensino médio, é quando todos tem um primeiro contato direto com ela.

Como todas as outras irmãs do mundo, elas brigam entre si, mas se amam. Elas têm uma a outra e isso é muito valioso para elas. A vida de ambas, entretanto, é rodeada de mistérios. Seu pai, o irrepreensível líder religioso Roderick, é todo sorrisos e gentilezas em sua igreja, mas dentro de casa, a história é outra. Seu fanatismo religioso é uma arma de opressão contra sua família.

Isso é verdade, enquanto para todos da sociedade, o pai das meninas é carinho e amor, para dentro de casa, o cara era um verdadeiro carrasco. Tinha certas horas que parava a leitura só por não suportar ler mais partes em que o personagem aparece, pois você está envolvida com a história e acaba querendo defender as meninas. E não pense que a mãe delas as ajudava, muito pelo contrário. Você acaba tendo um sentimento ruim para com os dois, com justificativas impressionantes.

A morte prematura de Hephzi pode trazer vários segredos à tona. Agora sozinha, qual será o caminho que Reb escolherá? Fugir da opressão que sofre em casa, ou ficar exatamente onde está, um lugar que é familiar e conhecido?

A indecisão de Reb sair finalmente de casa, do ambiente que nunca foi amoroso com ela e ficar no único ambiente em que ela conheceu na vida inteira, é o que nos faz ficar presa a esse livro, bom, um dos motivos, o outro é saber exatamente o que aconteceu naquela casa, com aquelas meninas e descobrir ao decorrer das páginas o quanto um ser humano pode sofrer e também o quanto um ser humano agarra a felicidade quando aparece, mas nem sempre isso vai ajudar.

O livro “Corações Feridos” tem uma separação temporal muito bem definida: Antes da Hephzi morrer, e Depois. O Antes é contado sob o ponto de vista de Hephzi e o Depois é escrito pelos olhos de Reb.

Acho que mostrar o Antes pela visão da Hephzi e o Depois pela visão da Reb, nos faz sentir muito mais próximos delas, pois cada uma tem a sua história para contar, cada uma tem seus segredos para desvendar. Vou te dizer, você termina o livro ao mesmo tempo feliz e triste, pois não há mais páginas, acaba ali, num momento e você acaba querendo descobrir o que vai acontecer depois. Adorei como o livro foi escrito e também o que me trouxe. Estávamos comentando que esse livro é difícil de comentar, pois são tantos sentimentos que temos para com ele, que às vezes não chega aos pés. Então, leia. Nada melhor que um leitor ter sua própria opinião sobre um livro. Sinta tudo o que tiver que sentir.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Leituras do Mês Julho - 2017

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!!
Hoje trago para vocês as leituras do mês de Julho! Foram leituras maravilhosas!! Venham conferir.


Beijos

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Resenha: Quando a noite cai

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Espero que sim!!
Hoje trago uma resenha ma-ra-vi-lho-sa!! Meu Deus!! Que livro foi esse? A diva Carina Rissi arrasou mais uma vez e olha, será que não tem como ter mais umas cem páginas escondidas aí não, Carina Rissi? Estou sentindo saudades do irlandês!!
Vamos lá!!

Nome: Quando a noite cai
Autor: Carina Rissi
Número de páginas: 476
Editora: Verus
Classificação: 

Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar... (skoob)


Resenha



Apesar de não ser o meu preferido (O mundo da Luna ainda está ganhando), ele é o segundo mais queridinho, e já encontrou um lugar no meu coração e quero uma continuação urgente. Estou sentindo saudades da Briana e do Gael. E da Irlanda, claro. Que cenário lindo e ah, que lindo. Esse romance mexeu comigo de uma forma diferente que eu nem esperava. No final estava chorando porque não estava acreditando no que estava lendo, meu coração doeu ali naqueles últimos capítulos, sério.


"(...) - Eu não estava pensando nele. - E então compreendi o que ela tinha dito e fiquei vermelha. - E ele não é o meu guerreiro de faz de conta!(...)". - página: 19


Nesse livro conhecemos Briana que não consegue se manter em um emprego porque sua sorte resolveu tirar férias e com essa, Briana se mete em cada confusão, perdendo um emprego atrás do outro, o último a fez quebrar um lustre caro. Então quando Briana, por meio de sua irmã Aisla, consegue uma entrevista de emprego na Brigida Construtora, mas é óbvio que nem tudo para Briana dá certo, e no final desse dia desastroso, ela é quase atropelada. Pelo cara dos seus sonhos. Ou foi isso que ela pensou ao ver pela primeira vez Gael O'Connor, que ele fosse Lorcan, o guerreiro irlandês que vem assombrando e roubando seu coração aos poucos, nos seus sonhos. E é óbvio que isso não vai dar certo. E é garantido que você irá dar muitas gargalhadas e preparem os lencinhos, pois essa história é de fazer qualquer coração se apertar.


Vamos concordar que desde o ano passado, Carina Rissi tem ganhado cada vez mais um espaço no meu coração com sua escrita deliciosa, envolvente, engraçada, divertida, emocionante, tudo isso vem acontecendo aos poucos, e assim como os protagonistas deste livro vai te conquistando aos poucos, posso dizer que a autora também faz isso, então não é porque um livro dela não deu certo com você, que tu irá desistir, né? Se joga, a autora tem mais livros ainda! Tudo bem, chega desse papo e vamos para o que eu achei do livro.

Quando a noite cai, vem me acompanhando desde Junho, mas com a faculdade/curso de inglês/ trabalho, acabei me enrolando um bocado e não consegui dar a devida atenção para ele, e eis que surge uma maratona linda e diva nessas férias de julho, que finalmente consegui dedicar minha atenção à ele. E sério, eu tenho muito que agradecer por todo esse tempo de espera, pois o resultado final (o sentimento dentro de mim), foi dez vezes maior do que o esperado. Quando a noite cai saí um pouco fora dos padrões da Carina, é o primeiro livro meio que um conto de fadas dela, e vou dizer que ela acertou em cheio. Que história linda.

Temos Gael e Briana no "mundo real" e Lorcan e Ciara "no mundo dos sonhos", e como essas histórias no final acabam se intercalando e a angústia que vai te dando quando as páginas vão passando e você acaba percebendo que a história está indo para um rumo totalmente diferente do que você esperava, e é aí que você percebe que a história mexeu com você. Que os protagonistas, apesar de ter um começo meio lento, e é essa a verdade, eles irão demorar um pouco para te prender, mas pode ter a certeza que no final, você vai estar totalmente envolvida na história da Briana/Gael e Lorcan/Ciara. 

O romance nesse livro é bem conto de fadas mesmo que você vai acabar suspirando no final e querendo mais (eu fui a única a querer mais duzentas páginas?), e definitivamente esse livro nos últimos capítulos me fez chorar de tristeza porque a história não estava saindo como eu queria, ela estava tomando um rumo totalmente inesperado, e gente, que reta de final de livro é esse? Eu fui dormir depois das três horas porque eu não conseguia largar o livro sem saber como ficava o casal. O ponto alto da madrugada foi eu chorando descontroladamente e não querendo o fim.

Bom, vocês já perceberam que eu gostei muito da história, dos protagonistas, mas também vamos dar um destaque aqui para a Irlanda, sim? Que cenário! Que cenário! E a festa de São Patrício? Gente, muita nostalgia ler um livro que me faz lembrar de um trabalho na faculdade. Quero uma passagem só de ida para a Irlanda por favor? E de quebra conhecer o cara dos meus sonhos e se ele for a cara do Lorcan, bom, eu não vou reclamar.


domingo, 6 de agosto de 2017

Essa Semana #01


  
Meme semanal hospedado pelo Lost in Chick Litonde compartilhamos pequenas informações sobre a nossa semana literária. Tendo como principal objetivo encorajar a interação entre os blogs literários brasileiros, fazer amizades e conhecer um pouquinho mais sobre outras pessoas apaixonada por literatura. Tem interesse em participar? Saiba como aqui!



Olá pessoal, tudo bom com vocês? Espero que sim!!
E se tem um meme que sempre quis responder, com toda a certeza é esse. Vamos ver se consigo vir toda semana aqui para atualizá-los sobre minhas leituras!!

►  Leituras do momento:
O lado feio do amor
Entre a culpa e o desejo #2

► Li essa semana:
Quando cai a noite

► Resenhei essa semana: 

► Super posts:

► Última compra:
Faz algum tempinho que comprei livros, dá última vez comprei 11 hahaha.. Aí fica complicado!

► Desejo comprar urgentemente:
Livros de romances de época, porfa!

► Conversa imaginário com personagem fictício:
"Pippa, não pense demais!"

► Eu falaria para o autor:
"Colleen Hoover, por que você faz isso com meu coração? Continua!"

► Estado de espírito:
ANIMADA!!!

► Literary Crush:
Sr. Cross 

► Queria ver no Brasil:
Estou por fora dos lançamentos gringos :( #SHAME

►Gênero literário do momento:
Romance de época 

► Última coisa que chegou pelo correio:
Pode ser vento? rs'

► Super quote:
"Ela é a tentação encarnada. Enviada para destruí-lo." 
Cross (Entre a culpa e o desejo) 

► Vi e viciei (booktrailers, trailers, videos whatever):

Então é isso!! Adorei fazer esse meme... Vamos ver como vai ser minha próxima semana.
Beijos.

Resenha: Fazendo Meu Filme - A Estreia De Fani

Olá pessoal, tudo bom? Espero que sim!!
Hoje trago para vocês a resenha desse livro fofinho e divertido. Livro que você piscou terminou. E é de uma autora nacional ♥
Vamos lá!

Nome: Fazendo Meu Filme - A Estreia De Fani #1
Autor: Paula Pimenta
Número de páginas: 336
Editora: Gutenberg
Classificação: 
Sinopse: Fazendo meu filme é um livro encantador, daqueles que lemos compulsivamente e, quando terminamos, sentimos saudade. Não há como não se envolver com Fani, suas descobertas e seus anseios, típicos da adolescência. Uma história bem-humorada e divertida que conquista o leitor a cada página.
Seja a relação com a família, consigo mesma e com o mundo; seja a convivência com as amigas, na escola e nas festas; seja a relação com seu melhor amigo e confidente. Tudo muda na vida de Estefânia quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 

É sobre isto que trata este livro: o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades. As melhores cenas da vida de Fani podem ainda estar por vir. (skoob)

Resenha

Se tem uma coisa que eu adoro é o quanto a escrita nacional está ganhando seu canto e o quanto tem de escritores fantásticos nesse meio literário. Sério, eu fico muito feliz mesmo que a literatura nacional está ganhando seu espaço por merecido direito. Agora, vamos falar um pouquinho sobre esse livro.

Aqui temos Fani, uma adolescente muito atarefada que tem poucos amigos, e que também passa muito tempo assistindo filmes. Esse é o seu verdadeiro vício, seu hobby. Mas, tudo muda na vida de Fani quando surge uma oportunidade dela fazer um intercâmbio e ela passa. Sua vida transforma de um dia para a noite, fazendo rever algumas amizades que poderiam ser mais e se ela realmente quer ir. De um lado está o seu sonho, mas de outro estão as pessoas que ela mais ama. Será que Fani deixaria essa oportunidade passar? 

"(...)O problema é que, quando eu estou interessada, não consigo agir naturalmente. Disfarço ao máximo os meus sentimento, não consigo deixar que o menino perceba que eu estou a fim, como se isso fosse me deixar muito vulnerável, tipo nas mãos dele.(...)" - página: 227. 

O que mais gosto nos livros da Paula Pimenta é como ela deixa tudo mais leve e mesmo assim coloca algumas questões que adolescentes passam e também se questionam. Quem nunca teve uma queda pelo seu professor que era um gatinho? Quem nunca preferiu ficar em casa assistindo um filme do que sair? Fani é uam adolescente que está no colegial, tentando descobrir o que quer fazer, que tem a sua grande paixão por filme e acaba surgindo uma oportunidade perfeita para ela aprimorar ainda mais o seu conhecimento. E é nessa divertida aventura que nos encontramos.

Lidamos com os medos, as frustrações, as alegrias e os amores de Fani, que nos faz rir e ficarmos apreensivos. Fiquei realmente apreensiva com os últimos capítulos, foi me dando uma agonia que a situação se encaminhava por um lado que eu não estava querendo, mas no final, bom, vou dizer que no final eu fiquei feliz e ainda assim, ansiando pelo segundo livro. Sério. Eu. Preciso. Do. Segundo. Livro. 

A história é divertida, engraçada, em alguns momentos dei tantas gargalhadas que tive medo de acordar meus pais, de tão entusiasmada que estava com a leitura. A escrita da Paula, é gostosinha, e é sério quando digo que quando vocês perceberem, o livro já acabou. Pois a história flui. Estou doida pelo segundo livro, para ver o que a Fani vai aprontar na Inglaterra! Gente. Inglaterra! Eu só imagino como vai ser.

Beijos